Terça-feira, 10 de Junho de 2008

Notas de Viagem

1.ª - De uma coisa tenho a certeza, a barca que me habita não é a de Caronte. A barca do meu navegar é talhada no ventre de Tétis e é nela que quero chegar a bom porto tendo as Tágides por companhia.
2.ª - Nós os "rudos marinheiros" de gentios não passamos, a cada passo confundimos a restinga com demónios e da "grandeza feia - tão temerosa e carregada" desconfiamos e temos medo. No entanto não desistimos. Nós os três somos bolina e remos, somos barca e navegamos na imensidão de Tétis e ao bom porto a que cada um pertence, chegaremos. Então sim unindo esforços dobraremos o outro Cabo!

Desenhos que são parte da Carta Portulana 
onde vou traçando os caminhos do meu desejo:

  
Enigma I

 

 

Enigma II

  

Grandeza Feia - tão temerosa e carregada I

 

  

Grandeza Feia - tão tenebrosa e carregada II

 

   

Para Lá da Restinga I

  

Para Lá da Restinga II

 

 

Passar Além I

 

 

Passar Além II

  

Gentios / Rudos Marinheiros I

  

Gentios / Rudos Marinheiros II

 [RA]

artistas residentes [OD]:
[OD] às 10:21
link do post | comentar

mais sobre a [OD]

pesquisar

 

Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Lá Vai Ela - II

UMA BARCA... 3 HOMENS/3 P...

Diário De Bordo

3 momentos de uma barca

A Barca. O Homem do leme ...

8e; 5b; 10j...

AMAR LISBOA DO MAR

Quantas vezes revisitada?...

Documento Oficial

Aguarela

arquivos

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

artistas residentes [OD]

fernando vidal

fernando vidal;

freitas cruz

freitas cruz;

rui aço

todas as tags

links

blogs SAPO

subscrever feeds