Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

Diário De Bordo

 

5 de Dezembro 21.30H
 
Lá vai ela! 
 
 
 
Aos que  zarparam connosco esta noite e desejem enriquecer o nosso percurso em conjunto com comentários, críticas ou sugestões, incentivamos vivamente que o façam e agradecemos que os formulem em comentário a este post.
 
Entretanto, e para aqueles que não puderam comparecer no cais, ficam aqui algumas imagens na esperança de que ainda se juntem a nós antes do dia 15 de Fevereiro 09.
 
Obrigado pelo vosso apoio
 
[ RA - jfx - FV ] 
 
Vista Geral | Rui Aço com peça de freitas cruz no chão
Vista Geral | Rui Aço: Finisterra  -  com peça de Freitas Cruz no chão
 
 
detalhe | rui aço: os seios de Tétis
Detalhe | Rui Aço: Os Seios de Tétis
 
 
detalhel | barcas a dançar...
Detalhe | ... barcas a dançar
 
 
vista geral | fernando vidal
Vista Geral | Fernando Vidal: a 'Água' e a 'Barca dos Amantes'
 
 
vista geral | fernando vidal
Fernando Vidal | 'Barca dos Amantes'
 
vista geral | freitas cruz
Vista Geral | Freitas Cruz: 3 momentos de uma barca
 
 
detalhe | freitas cruz
Detalhe | Freitas Cruz
 

 

música: samples | loops: holger czukay, peter gabriel
artistas residentes [OD]: , ,
Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

AMAR LISBOA DO MAR

Dádiva do Tejo, rainha dos Oceanos. Desde tempos sem conto que é ponto de partida e ponto de chegada. Cidade de gente vária, marcada pelos gentios, almas perdidas pela ganância, pelos saques e massacres... Lisboa das mil partidas, das estórias de sereias, de monstros e de fim do Mundo. E dos sonhos devaneios e esperanças sem fim... Esta Cidade qual femea garbosa fascina-me e ilude-me no meu velejar.Voluptuosa no seu garboso derrengue. Deliciosamente... desejo-a! [RA]

artistas residentes [OD]:
[OD] às 23:58
link do post | comentar
Sexta-feira, 4 de Julho de 2008

Documento Oficial

Texto apresentado ao Centro Cultural de Cascais

 

3 HOMENS NUMA BARCA (instalação dos pintores, Fernando Vidal, Freitas Cruz e Rui Aço a inaugurar a 6 de Dezembro de 2008 no Centro Cultural de Cascais).

 

Introdução:

Com este titulo os três artistas abordam e revelam em espaço comum as suas experiências diversas e conceitos estéticos (pelo desenho, pela pintura e também pelos objectos e pelo video) onde a liberdade individual, a independência intelectual e a cumplicidade confluem, intuindo assim que a Humanidade chegará a bom porto quanto mais o homem conseguir realizar na diversidade. São três histórias numa só. Neste lugar apresentam-se três homens. Três gentios cientes que chegarão a bom porto.

 

Na Barca sou gentio. Na imensidão de Tétis... Navego na Barca de gentios de rudos marinheiros. A dos mares nunca dantes navegados. Na Carta Portulana desenho com traços de desejos. Desenho sítios, passagens, lugares de partida e de chegada. Desenho as metáforas passo a passo. Na temerosa figura feia que povoa o homem situo os medos que trago na alma. Mas não desisto.  Acocorados, dormentes, acotovelam-se os gentios na labuta. Sem rosto, com lágrimas de sal.  Eu, como posso, perduro.  Por mais que queira dos outros não sei.  Só sei que estão lá.  Pelo caminho muitos vão descendo lentamente ao sabor ondulante de Tétis até se confundirem com a restinga, povoando-a mas não muito. São sinal de passagem no caminho longo que nos levará (?) para além...

 

Em Terra firme, o bom porto, ao longo de um fraterno abraço contaremos três histórias. [RA]

artistas residentes [OD]:
[OD] às 01:52
link do post | comentar
Terça-feira, 10 de Junho de 2008

Notas de Viagem

1.ª - De uma coisa tenho a certeza, a barca que me habita não é a de Caronte. A barca do meu navegar é talhada no ventre de Tétis e é nela que quero chegar a bom porto tendo as Tágides por companhia.
2.ª - Nós os "rudos marinheiros" de gentios não passamos, a cada passo confundimos a restinga com demónios e da "grandeza feia - tão temerosa e carregada" desconfiamos e temos medo. No entanto não desistimos. Nós os três somos bolina e remos, somos barca e navegamos na imensidão de Tétis e ao bom porto a que cada um pertence, chegaremos. Então sim unindo esforços dobraremos o outro Cabo!

Desenhos que são parte da Carta Portulana 
onde vou traçando os caminhos do meu desejo:

  
Enigma I

 

 

Enigma II

  

Grandeza Feia - tão temerosa e carregada I

 

  

Grandeza Feia - tão tenebrosa e carregada II

 

   

Para Lá da Restinga I

  

Para Lá da Restinga II

 

 

Passar Além I

 

 

Passar Além II

  

Gentios / Rudos Marinheiros I

  

Gentios / Rudos Marinheiros II

 [RA]

artistas residentes [OD]:
[OD] às 10:21
link do post | comentar
Quarta-feira, 28 de Maio de 2008

Quem quer ver a barca bela...

... Que se vai deitar ao Mar... A poesia o disse e diz que hoje e sempre a barca será deitada ao Mar, basta que o Homem precise de partir, fugir sem olhar o que deixa, pois para lá do Mar existe a Esperança que alimenta a alma. O novo Destino... do Homem do leme.

artistas residentes [OD]:
[OD] às 22:55
link do post | comentar

mais sobre a [OD]

pesquisar

 

Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Diário De Bordo

AMAR LISBOA DO MAR

Documento Oficial

Notas de Viagem

Quem quer ver a barca bel...

arquivos

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

artistas residentes [OD]

fernando vidal

fernando vidal;

freitas cruz

freitas cruz;

rui aço

todas as tags

links

blogs SAPO

subscrever feeds